Topics Trading
Bybit Learn
Bybit Learn
Beginner
30 de nov de 2021

Guia para iniciantes: Dicas de investimento para iniciantes em cripto

Hoje em dia, não é difícil encontrar dicas para investidores iniciantes em cripto. No entanto, quando o Bitcoin foi apresentado pela primeira vez em 2009, ele não passava de um fenômeno interessante no mundo das finanças. Os futuristas logo viram seu potencial, mas o interesse em criptoativos só começou a ganhar força muitos anos depois.

Investir em cripto está se tornando cada vez mais popular, principalmente por conta do apoio constante que as finanças descentralizadas (DeFi) vêm recebendo de bilionários e grandes mentes do mundo da tecnologia. Hoje, já é possível comprar cripto em exchanges como a Bybit.

No entanto, se você pretende investir nesses ativos, deve estar ciente de que os criptoativos são um investimento de alto risco/alta recompensa. A volatilidade desses ativos significa que você pode sofrer prejuízos monetários significativos, se começar a investir sem se informar devidamente.

Neste guia, vamos discutir algumas dicas de investimento para que iniciantes como você possam se proteger.

Como iniciantes podem investir em criptoativos

Para investir em criptoativos como iniciante, você vai escolher uma exchange ou corretora de cripto, criar a sua conta e completar o processo de verificação de identidade, depositar uma moeda fiduciária para fazer o investimento, enviar a sua ordem de compra de cripto e selecionar um método de armazenamento, como uma carteira, por exemplo.

Mas esse é apenas um sumário do que você precisa fazer para investir. Se quiser aprender como entrar no mundo dos criptoativos e obter dicas essenciais de como e quando começar a investir, esta seção será o seu guia.

Escolha uma exchange ou corretora de criptoativos

Antes de mais nada, você precisa escolher uma corretora ou exchange de criptoativos. Ambos os tipos de entidades permitem comprar cripto, mas existem algumas diferenças específicas entre as duas.

Exchange de criptoativos

Uma exchange de criptoativos é um lugar onde você pode negociar cripto com outros compradores e vendedores. De maneira geral, as taxas cobradas por essas plataformas são baixas. No entanto, elas oferecem vários tipos de trades e interfaces, que iniciantes podem ter dificuldade em compreender em um primeiro momento.

Bybit, Coinbase e Gemini são algumas das exchanges de cripto mais conhecidas e utilizadas.

Ao procurar uma exchange de criptoativos, certifique-se de estar escolhendo uma que permita comprar cripto com moeda fiduciária (fiat), como real ou dólar. Algumas exchanges trabalham somente com cripto, o que significa que você precisará ter um criptoativo para poder comprar outro.

Como iniciante, pode ser que você ainda não tenha criptoativos. Se for esse o caso, você precisará de uma exchange que aceite moeda fiat, para poder comprar cripto.

Corretora de criptoativos

A compra e venda de cripto em uma corretora de cripto é bem mais simples e direta do que em uma exchange. A interface é fácil de usar, mas as taxas podem ser mais caras.

Duas corretoras bem conhecidas são a SoFi e a Robinhood.

Mais adiante nesse artigo, a importância das carteiras de cripto ficará aparente. Alguns criptoentusiastas experientes preferem manter seu patrimônio em carteiras de hardware. Dito isso, é essencial saber que nem todas as corretoras permitem a transferência de ativos para fora de suas plataformas.

Por exemplo, tanto na SoFi quanto na Robinhood, você não pode transferir seus ativos para uma carteira ou qualquer outro lugar que não a sua conta. Se você pretende guardar os seus criptoativos em uma carteira segura em algum momento do futuro, leve isso em consideração ao escolher uma corretora.

Crie uma conta

Após escolher uma exchange ou corretora, o próximo passo é se registrar na plataforma. As plataformas exigirão que você verifique a sua identidade, usando diferentes métodos. Isso é essencial para evitar atividades fraudulentas.

No processo de verificação, pode ser que você tenha que enviar uma cópia escaneada do seu passaporte ou da sua carteira de motorista. Após isso, a plataforma pedirá que você envie uma selfie, para comparar o seu rosto à foto do documento.

Faça um depósito

Para comprar cripto de uma exchange ou corretora, você precisa ter moeda fiat na sua conta. Você pode depositar dinheiro na conta por meio de transferência eletrônica ou usando o seu cartão de débito/crédito.

Após ter depositado os fundos, levará alguns dias até que você possa usar esse dinheiro para comprar cripto. Esse período depende da plataforma que você está usando.

Dica: Ainda que você possa usar o seu cartão de crédito para depositar fundos em uma exchange de criptoativos, nós não recomendamos isso. A sua operadora do cartão tratará essa compra como um empréstimo de curto prazo. Tipicamente, esse tipo de operação vem com altas taxas de juros, além de ser cobrada uma taxa adicional. Sendo assim, pode ser que você tenha que usar uma determinada porcentagem da transação para pagar essa taxa.

Escolha qual criptoativo vai comprar

Quando o dinheiro depositado estiver disponível para o uso, você poderá escolher entre centenas — se não milhares — de criptoativos. Ethereum e Bitcoin estão entre os mais procurados.

Você pode identificar um criptoativo pelo seu símbolo de “ticker”, que funciona como um tipo de apelido. Por exemplo, o símbolo do Bitcoin é BTC. Aqui estão os tickers de alguns criptoativos bem conhecidos:

  • Bitcoin (BTC)
  • Tether (USDT)
  • Ether (ETH)
  • Binance Coin (BNB)
  • Cardano (ADA)

Dependendo do criptoativo que você escolhe, pode ser inviável comprar uma moeda ou um token inteiro, por conta do preço exorbitante. Felizmente, muitas exchanges permitem a compra fracionária.

Ao invés de comprar 1 BTC, cujo preço tem oscilado na faixa dos $40.000 a $50.000 na época de publicação desse artigo, você pode comprar um centésimo ou outra subunidade de um Bitcoin.

Escolha um método de armazenamento

O seu banco pode oferecer garantias de órgãos governamentais (como o FGC, no Brasil, ou a FDIC, nos Estados Unidos), mas esse não é o caso das exchanges de cripto. Essas exchanges estão sujeitas ao risco de ataques hacker e você poderá perder o seu dinheiro se não mantiver os seus investimentos em segurança.

Como já discutimos, se você estiver comprando cripto de uma corretora, provavelmente não terá a opção de retirá-las da conta. No entanto, se comprar em uma exchange, você poderá transferir seus criptoativos para uma carteira “quente” ou “fria”.

Hot wallet (carteira quente)

A carteira quente é instalada em computadores, tablets, telefones e outros dispositivos conectados à internet. Com esse tipo de carteira, seu dinheiro fica armazenado online. Esse método de armazenamento oferece maior conveniência, mas expõe os seus fundos ao risco de serem atacados e roubados por hackers, por conta da conexão constante à internet.

Cold wallet (carteira fria)

As carteiras frias não ficam conectadas à internet. Você pode “levar com você” a sua carteira fria ou de hardware, na forma de um disco rígido ou pen drive USB.

No entanto, também é necessário ter cuidado ao usar uma cold wallet. Se você perder as chaves privadas da carteira, poderá perder o acesso às suas criptos para sempre. Da mesma forma, se o dispositivo se quebrar ou parar de funcionar, você poderá perder seu dinheiro.

Qual criptoativo é o melhor para iniciantes?

Uma das nossas melhores dicas para investidores iniciantes é investir nas moedas mais populares, como Ethereum e Bitcoin. Esses ativos não apenas são menos voláteis, como também oferecem um alto retorno sobre o investimento.

Por outro lado, “memecoins” como o Dogecoin ou Baby Doge Coin são mais voláteis, pois seu valor é baseado em “hype”, ou seja, repercussão na mídia e nas redes sociais. Assim que o oba-oba diminui, o preço cai.

Se você quiser se arriscar o mínimo possível, escolha um dos criptoativos menos voláteis.

O que você deve fazer ao investir em criptoativos?

Ao investir em criptoativos, você deve ter cuidado, pois uma única queda no mercado pode deixar você no vermelho. Veja abaixo algumas dicas de investimento para iniciantes que você deve manter em mente.

Leia o white paper

Toda lista de dicas essenciais para investidores iniciantes sempre falará para você fazer sua própria pesquisa antes de se comprometer com um investimento. O white paper de um projeto cripto é um guia ou relatório que diz tudo o que você precisa saber sobre aquele ativo. Ele descreve, em detalhes, a filosofia por trás da cripto e como ela funciona.

Ler o white paper trará dois benefícios: Primeiro, você se familiarizará com os detalhes daquele criptoativo em particular. Segundo, você poderá avaliar o projeto a partir do white paper em si. Se o documento estiver mal escrito, já sabe: essa cripto não vale o investimento.

Por exemplo, o  white paper e road map do Baby Doge Coin falam em começar uma nova religião e vários outros assuntos sem relação alguma com cripto.  Apesar do Baby Doge Coin atrair alguns investidores por conta de suas contribuições filantrópicas, não há hype no mundo que torne isso um bom investimento no longo prazo.

Siga o seu plano de trade à risca

No investimento em cripto, o plano de trade é uma das melhores dicas de investimento para iniciantes. O plano de trade é um tipo de mapa de como você irá comprar e vender ativos. Ele inclui os seguintes componentes:

  • Análise
  • Foco do mercado
  • Mapeamento de riscos

Com um plano de trade, você consegue manter o foco e mirar apenas nos trades que se encaixam nos seus parâmetros e diretrizes. A parte mais importante daelaboração de um plano de trade é segui-lo à risca. Somente faça mudanças no plano se tiver encontrado um método melhor para fazer trades.

O plano de trade de criptoativos alinha a sua estratégia de engajamento com o mercado. Você passa a trabalhar em um ambiente controlado e obter resultados mensuráveis. Dessa forma, você pode visualizar os seus potenciais resultados.

Mais importante de tudo, o plano de trade permite administrar o seu risco de forma a limitar as perdas do seu portfólio. Ao seguir sempre uma relação risco-retorno fixa, você pode evitar prejuízos descabidos.

Não deixe a cobiça ditar as suas decisões. Entre investidores iniciantes, é comum investir em criptoativos de alto risco por conta do “FOMO”, ou medo de ficar de fora. No entanto, eles acabam perdendo seu dinheiro, pois não sabem a hora certa de vender. Se fosse fácil ganhar rios de dinheiro, mais gente estaria fazendo isso.

Por isso, não deixe a pressa, as emoções ou qualquer tipo de informação irrelevante afetar a sua decisão de seguir à risca o seu plano de trade de criptoativos.

Preços-alvo e Stop-Losses

É claro que você não quer perder dinheiro ao negociar cripto, mas isso é inevitável em alguns momentos. No entanto, você pode limitar a quantidade de perda.

Uma ordem de Stop-Loss  é um limite que você define junto à corretora, para que sua posição seja vendida quando atingir um determinado preço. Ao fazer isso, você minimiza o prejuízo. Por exemplo, se você compra um token a $50, pode enviar uma ordem de Stop-Loss mandando vender se o preço chegar em $45. Nesse caso, você decidiu que tem disposição a perder 10%. Como iniciante, é necessário saber como limitar as perdas com um Stop-Loss.

Já o preço-alvo de um ativo é o preço futuro estimado do token. Os especialistas baseiam esses preços no desempenho histórico do token e nas previsões de resultados.

Ao investir em criptoativos, confira os preços alvo para tirar o máximo proveito do seu investimento.

Não tente prever as máximas e mínimas

É quase impossível entrar ou sair do mercado com segurança sem passar por nenhuma perda. Quando você entra no mundo dos investimentos em cripto, terá que se preparar para seus altos e baixos.

É melhor evitar a tentativa de prever as máximas e mínimas, pois isso comerá uma fatia enorme do seu tempo e causará muito stress. Ao invés disso, invista no mercado e saia quando ficar volátil demais.

Afinal de contas, você não está apenas investindo em cripto, não é? Você também tem outras coisas a fazer. Para realmente acompanhar o mercado de perto, você precisaria ler infindáveis relatórios e demonstrações financeiras, o que fica bem entediante após um tempo.

Além disso, se você acompanhar o mercado de perto o tempo todo, estará sempre em uma montanha russa de emoções. Com isso, é provável que você acabe desviando do seu plano de trade.

Invista apenas o que pode perder

Uma das melhores dicas para investidores iniciantes é investir somente o que você pode perder. Não se deixe levar pelas emoções. Se as suas decisões de investimento forem influenciadas por distrações — como manchetes sensacionalistas ou tweets de certos bilionários — você acabará perdendo dinheiro.

Entre os novos investidores em cripto, é comum comprar um determinado ativo apenas e tão somente porque todo mundo está fazendo isso. Sim, a ideia pode ser interessante, mas ela se sustenta no longo prazo? Essa cripto é fogo de palha ou tem verdadeiro potencial para o futuro?

Não ceda à pressão simplesmente porque todos à sua volta parecem estar investindo em uma determinada memecoin. Ao invés disso, faça sua própria pesquisa, siga o seu plano de trade e dimensione bem as suas compras.

Fique de olho em golpes 

Existe um erro comum entre as pessoas que estão dando seus primeiros passos no mundo cripto, que é deixar de se informar sobre os golpes — e como evitá-los. 

A agência americana de proteção do consumidor, a Federal Trade Commission, anunciou recentemente que mais de 7.000 investidores em cripto perderam um total de mais de $80 milhões para golpes entre outubro de 2020 e março de 2021. O interesse em investimentos cripto e nas tecnologias de blockchain está aumentando e, com isso, um número cada vez maior de pessoas está entrando no mercado sem fazer nenhuma pesquisa preliminar.

Assim, elas acabam se tornando alvos fáceis para golpistas. Para enganar os investidores, alguns desses criminosos tentam se passar por agentes governamentais ou celebridades. Pode ter certeza que o Elon Musk não vai oferecer dinheiro para você enviar criptoativos a ele.

Já outros oferecerão “dicas de investimento” em troca de dinheiro ou cripto. Não caia nesses golpes. Anote essa dica essencial para investidores iniciantes: nunca confie em ninguém que diz querer lhe ajudar a ganhar montanhas de dinheiro realizando tarefas simples.

Pesquise e faça due diligence

Assim como no caso das ações, a análise fundamentalista é essencial ao se investir em cripto. Para analisar ações, você precisa considerar a proteção contra a inflação e outros fatores, mas, quando se trata de cripto, você deve avaliar o desempenho do ativo nos últimos meses ou semanas.

Por toda parte, você vai se deparar com inúmeros autoproclamados especialistas em cripto. Eles falarão para você comprar o manual deles, que ensina a “enriquecer rápido”. Ao fazer suas pesquisas, não confie cegamente em qualquer fonte que aparecer por aí.

Dê ouvidos aos assessores financeiros licenciados e sempre verifique a veracidade de todas as informações que você vir ou ouvir na internet. E o mais importante de tudo, faça a devida diligência, ou due diligence, antes de investir em um criptoativo.

Em termos simples, due diligence é uma avaliação geral do mercado cripto — e especialmente do ativo específico no qual você quer investir — para estabelecer o potencial comercial e minimizar as perdas.

Quando você já entra com um nível adequado de pesquisa, isso aumenta a sua convicção ao comprar e oferece proteção contra distrações e notícias bombásticas. Por exemplo, perto do lançamento de um criptoativo, os desenvolvedores do projeto podem divulgar campanhas agressivas e obter o apoio de celebridades para gerar repercussão.

Como resultado, muitos investidores pulam de cabeça, sem nenhuma pesquisa prévia. Quando o auê arrefece, eles ficam de mãos abanando. Das muitas dicas de investimento para iniciantes que você precisa saber, essa é uma das mais básicas: não aja por impulso e nem por medo de ficar de fora (FOMO). Não se apresse. Faça as devidas pesquisas, leia o white paper, leia as análises dos (verdadeiros) especialistas — e só então decida se quer investir em um determinado criptoativo.

Mantenha as suas chaves em segurança

As chaves de uma carteira cripto não são como as chaves da sua casa ou do seu carro, que você pode mandar copiar. Se você perder a chave da carteira, perderá o acesso a ela — e ao dinheiro que está ali.

Existem alguns poucos casos em que você pode recuperar o dinheiro, mas o processo é longo e maçante. Ao invés disso, faça-se um favor e tente não perder a sua chave cripto.

É igualmente importante manter a sua chave longe dos bisbilhoteiros. Não deixe a sua carteira aberta, nem guarde a chave em um lugar facilmente acessível a outras pessoas. A opção mais segura é memorizá-la.

Evite trades baseados na emoção

Todo e qualquer manual de “dicas de investimento para iniciantes em cripto” vai dizer a mesma coisa nesse sentido: ao entrar no mercado cripto, deixe as emoções do lado de fora. Entre novatos, é muito comum ter emoções avassaladoras, sejam elas positivas ou negativas, ao ganhar ou perder dinheiro.

Mas não deixe a emoção definir o seu próximo passo ou obscurecer a sua capacidade de tomar decisões conscientes. A melhor maneira de controlar as suas emoções é parar de acompanhar os gráficos do mercado.

Se você está sempre de olhos grudados na tela, observando as altas e baixas do mercado cripto, há um grande risco de você se estressar e tomar decisões pouco sábias.

Evite o trading de margem

trading de margem permite que você empreste fundos de uma exchange ou corretora para aumentar o montante dos seus investimentos e os retornos dos trades. No entanto, quando estiver começando, fique longe do trading de margem, pois ele também amplifica os impactos dos prejuízos no seu portfólio. Lembre-se: arrisque apenas o quanto puder perder.

“Memecoins” são arriscadas

Os “meme tokens” ou as “memecoins” são como qualquer outro criptoativo, exceto pelo fato de terem se originado de uma piada ou meme. Esses tokens são um investimento arriscado, pois são criados sem nenhum plano de negócio em mente.

O princípio básico por trás deles é a especulação. Para lucrar com esses tokens, você precisa estudar as movimentações do mercado muito de perto e aproveitar a pequena janela de disparada da demanda.

Em um post no Reddit, o criador do Dogecoin, uma memecoin muito conhecida, diz, “pump-and-dump, cobiça desenfreada, golpes, má-fé, demandar coisas dos outros, hype sem pesquisa, aproveitar-se dos outros — nada disso tem qualquer valor.”

Na verdade, ele abandonou a comunidade porque essas práticas são muito comuns no mundo das memecoins. Indo mais além, ele pede, “continue a se informar o máximo possível sobre o funcionamento dos criptoativos, como esses mercados funcionam, nunca arrisque mais do que você pode perder com segurança, mantenha-se vigilante e consciente.”

Quando você compra Bitcoin, você sabe que existe um white paper com informações coerentes. Você pode fazer pesquisa e elaborar um plano de trade de acordo. Já no caso de uma memecoin, o valor do ativo sobre — e desce — com base na atenção que o mercado está dando a ele.

Por não existir nenhum jeito certeiro de determinar o real valor dessas moedas, investir em memecoins será sempre arriscado. Se bobear, elas podem perder 100% do valor enquanto você tira uma soneca. É esse o nível de volatilidade dessas criptos.

Escolha uma cripto

A melhor “regra de bolso” entre as dicas de investimento para iniciantes em cripto é escolher um ou dois criptoativos, no primeiro momento. Por exemplo, faça a devida pesquisa, elabore um plano de trade e compre Bitcoin ou uma altcoin de sua preferência.

Para iniciantes, já é trabalhoso aprender toda a terminologia e as gírias do mundo cripto. Em cima disso, se você tentar investir em cinco ativos ao mesmo tempo, poderá ter que abandonar seu emprego convencional.

É bom diversificar o portfólio, mas, ainda assim, continua sendo uma boa ideia estudar a fundo a análise fundamentalista de um único criptoativo e, depois, investir nele. Monitore o seu progresso e, então, faça outros investimentos de acordo.

Consulte fontes idôneas

Hoje em dia, parece que todo mundo virou especialista em cripto. Desde grupos no WhatsApp até vídeos no YouTube, a quantidade de informações é infinita. No entanto, você não deve confiar cegamente em qualquer fonte que cruzar o seu caminho.

Uma dica de ouro para iniciantes em cripto é ter certeza de que você esteja obtendo a sua análise fundamentalista do mercado cripto a partir de fontes idôneas. Por exemplo, o Cointelegraph é o melhor lugar para ler notícias sobre cripto. Uma outra fonte confiável nesse contexto é o CoinDesk, onde você pode aprender sobre os preços atuais de diversos criptoativos e as tendências do mercado.

Se você investe em Bitcoin e tem interesse em saber mais sobre ele, os desenvolvedores da moeda têm uma revista dedicada a isso.

Conclusão

Nesse guia, discutimos os aspectos básicos de cripto para iniciantes. Resumindo: pesquise bem, siga à risca o seu plano de trade, não se deixe levar pelas emoções ou por falsos “especialistas” em cripto e obtenha as suas informações de fontes idôneas.

Esperamos que essas dicas de investimento para iniciantes ajudem você a se preparar e saber o que esperar no mercado DeFi.